quarta-feira, 1 de julho de 2009

ter 20 anos - oh yes!!

já que - seus infiéis!!:P - nunca mais me visitaram no 'vento' - (salvo honrosas excepções!!:-))), deixo aqui isto .. só p ver se gostam .. se sentem saudades desses ontens em q éramos todos quase virgens :-) - o JF gostou!! :D
Aqui há tempos (quando o ambiente +/- sadio das escolas ainda justificava festas) pediram aos professores que escrevessem um texto, um poema, uma frase, sobre o tema "ter 20 anos".
Isto foi o que me saiu ..

TER 20 ANOS

É um fogo-de-artifício.
É estar na dança - e ser o centro.
É acreditar-se imortal,
filho de Deus,
o próprio – quem sabe?
É agarrar o mundo a quantas mãos
do impossível
brotem como fontes.
E é ser a onda
que vem visitar a praia
e vai
revoltear o mar.
Um riso que não se apaga,
uma paixão!
Fogo ateando fogo.
Um rodopio de palmas,
uma festa.
E é “amar, amar perdidamente”.
É Florbela , é Sophia,
E o Caetano Veloso, pois então!
Verso redondo muito prenhe
de alegria.
É rima – ou não – isso que importa?
É espiral de sonho.
É luz.
É vida
tão vivida.
Viva!

3 comentários:

teodoro disse...

gosto, mas não gosto do confinado ao passado, passou, interessa/inquieta mais o que está por passar. Escreveste como se o estivesses a viver, depois comentas como se fosse longe, fora do alcance, perdido, arrumado, uma janela fechada e uma gaveta aberta.

al disse...

pois Teo .. que queres? por muito que concorde contigo (interessa/inquieta mais o que está por passar), é assim que o sinto. os 20 anos foram.. e não voltam. não com aquela euforia a transbordar, aquela certeza certa de q ñ há mundo q te afronte - em nenhum aspecto..
bjis

Fátima Freitas disse...

Estão a falar do passado e eu a VER um vídeo do meu passado! Quando fiz 27 e 32 anos, dia do aniversário da Escola Secundária da Baixa da Banheira, no tempo em que se convivia em pleno, professores, alunos, funcionários e respectivas famílias...

Apenas uma enorme nostalgia me envolveu ao recordar rostos, já perdidos no tempo e outros no espaço!